Controversa marca americana Abercrombie & Fitch é acusada de violação de códigos trabalhistas

Outdoor Ambercrombie & Fitch mostrando um dorso masculino e musculoso em Nova York  - Abercrombie Fitch    processada por 62 mil ex funcion  rios - Abercrombie & Fitch é processada por 62 mil ex-funcionários
Publicidade Abercrombie & Fitch que exalta o esteriótipo atlético americano

A Abercrombie & Fitch está sendo processada por 62 mil ex-funcionários. A marca de moda reconhecida por valorizar pessoas magras e atléticas encara uma nova etapa judicial motivada por funcionários antigos que dizem que foram forçados a comprar roupas da empresa para usar no trabalho.

Reed Marcy, advogado dos queixosos, contou detalhes do caso ao Huffington Post:

“De acordo com Marcy, os funcionários foram tratados injustamente de duas maneiras diferentes. A primeira é uma reivindicação de “compra obrigatória”, significando que a empresa forçou os trabalhadores a comprar novas roupas Abercrombie “cada vez que um novo guia de vendas era lançado” – uma violação dos códigos de trabalho do estado da Califórnia. A ação alega ainda que a varejista não reembolsava empregados apesar de obrigá-los a usar um “uniforme” específico – outra violação”.

Todas essas ações fazem parte das “regras de imagem da Abercrombie”, que dita como os funcionários se apresentam em sua cor de cabelo, comprimento de unha e estilo de maquiagem.

Comente!