American Apparel declara falência

American-Apparel-  - American Apparel  - American Apparel declara falência
Uma das campanha da American Apparel, conhecida por apresentar imagens polêmicas e sexualizadas

American Apparel faliu. Depois de um declínio nas vendas agravadas pela saída amarga do fundador e CEO Dov Charney de sua própria empresa, a marca de sucesso dos anos 2000 não sobreviveu à economia.

A falência da American Apparel não significa que a empresa deixa de existir, mas sinaliza uma reestruturação interna e uma evasão estratégica para não agravar ainda mais a dívida.

Desde que foi fundada em um quarto de dormitório da universidade de Charney, a American Apparel conquistou mais de 260 lojas em 19 países, tornando-se conhecida por seus itens básicos, campanhas publicitárias altamente sexualizadas (que coincidiram com o comportamento do fundador da empresa) e camisetas de 30 libras esterlinas. A crise financeira global, bem como as palhaçadas amplamente divulgadas de Charney contribuíram para a morte de American Apparel.

Em abril deste ano, a marca relatou sua décima perda trimestral, com vendas caindo 17% mais do que nos últimos três meses.

Paula Schneider, defiant chief executive da empresa, insistiu que a falência não era a última alternativa da empresa. “Esta reestruturação permitirá a American Apparel retornar como uma empresa mais forte, mais vibrante”, disse ela em comunicado oficial.

Comente!

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published