“O relógio da Apple parece ‘muito feminino’ e seu projeto não vai resistir ao teste do tempo”, disse o guru de relógios do grupo de luxo da LVMH à mídia alemã.

Jean-Claude Biver, que dirige a divisão de luxo de relógios da LVMH, afirmou que a Apple cometeu alguns erros fundamentais projetando o Apple Watch.

Jean-Claude Biver  - Jean Claude Biver BLOGAZINE - TESTE DO TEMPO
Jean-Claude Biver

“Este relógio não tem apelo sexual. É muito feminino e parece muito com os smartwatches já existentes no mercado”, disse Biver em entrevista ao jornal Die Welt.

“Para ser honesto, parece que ele foi criado por um aluno em seu primeiro trimestre”, acrescentou Biver, que dirige as marcas TAG Heuer, Zenith e do Hublot.

Biver prevê que o design do dispositivo, com display quadrado e bordas arredondadas, ficará ultrapassado em pouco tempo.

Apple-Watch-blogazine  - Apple Watch blogazine - TESTE DO TEMPO

“O luxo tem sempre algo atemporal, é raro e transmite prestígio”, destaca ele, para observar que o mesmo não pode ser dito sobre o Apple Watch, que deverá ser comprado por milhões de clientes.

Biver não é a primeira autoridade em relojoaria a desconsiderar o novo investimento da Apple. Nick Hayek, CEO da Swatch, disse à imprensa suíça que o maior grupo de relógios do mundo não estava “nervoso” sobre a incursão da Apple no mercado.

O Apple Watch, que vem em várias cores e links para o iPhone, começa a ser vendido por 349 dólares, quando for lançado no início do próximo ano.

Comente!