- d romance uai 258x258 - A culpa é do Cinema

A culpa é do Cinema

O clássico de William Shakespeare ganhou adaptação para os cinemas com 'Romeu + Julieta' (1996), dirigido por  Baz Luhrmann
O clássico de William Shakespeare ganhou adaptação para os cinemas com 'Romeu + Julieta' (1996), dirigido por Baz Luhrmann

O cinema nas décadas de 80 e 90 foi marcado por blockbusters de comédias românticas para o público adolescente. No enredo, protagonistas que formam casais no final, apesar do desenvolvimento da história mostrá-los em caminhos opostos.

No final da década de 90 começou um movimento de adaptações de livros para filmes em que se explora a rotina de um casal em temática romântico-trágica, ou seja, um dos parceiros morre -- em alguns casos, os dois.

Devido ao grande sucesso de obras literárias e adaptações em filmes, Nicholas Sparks é atualmente o maior nome do gênero que envolve romance e tragédia. Não está ligando o nome ao autor? Sparks escreveu os romances Diário de uma Paixão (2004), Um Amor para Recordar (2002) e Querido John (2010), para mencionar alguns títulos. A partir disso, sempre que Nicholas Sparks lança um livro, a pré-produção para os cinemas começa em seguida, como The Best of Me e The Longest Ride, que estão em pós produção e processo de filmagem, respectivamente.

Adaptações populares de Nicholas Sparks para a grande tela
Adaptações populares de Nicholas Sparks para a grande tela

Com isso, especulo que as obras de Sparks têm influenciado outros autores, já que a fórmula usada por ele cultiva milhares de fãs, consumidores tanto de cinema como de literatura.

Nos últimos anos podemos listar algumas obras que seguiram esse gênero [contêm spoilers].

P.S. Eu Te Amo (2007), com Hilary Swank e Gerard Butler
'P.S. Eu Te Amo' (2007), com Hilary Swank e Gerard Butler

P.S. Eu te amo, escrito por Cecelia Ahern e publicado em 2004. Conta a história de um casal composto por um homem irlandês (Gerry) e uma mulher americana (Holly) que se apaixonam em uma viagem dela pela Irlanda. O casal é interpretado nos cinemas em 2007 por Hilary Swank e Gerard Butler, cujo personagem morre de câncer com um pouco mais de 30 anos. A história explora a vida de Holly que tenta superar a morte do esposo enquanto recebe cartas póstumas dele.

'Um Dia' (2011), com Anne Hathaway e Jim Sturgess
'Um Dia' (2011), com Anne Hathaway e Jim Sturgess

Um Dia, escrito por David Nicholls em 2009. História de Emma e Dexter, interpretados no cinema em 2011 por Anne Hathaway e Jim Sturgess, respectivamente. História de um casal de amigos, que após anos negando uma paixão mútua, se casam e Emma morre andando de bicicleta, atropelada por um caminhão. Final de história que remete a outro filme, Cidade dos Anjos, estrelado por Nicolas Cage e Meg Ryan em 1998.

O mais recente da lista é A Culpa é das Estrelas de John Green, livro lançado em 2012 que esteve nos cinemas este ano.

'A Culpa é das Estrelas' (2014), com Shailene Woodley e Ansel Elgort
'A Culpa é das Estrelas' (2014), com Shailene Woodley e Ansel Elgort

Seguindo o modelo de Nicholas Sparks em Um amor para recordar, o enredo de A Culpa é das Estrelas conta a história de uma paixão adolescente vivida por Hazel Grace e Augustus Waters. Ela tem câncer nos pulmões e frequenta um grupo de apoio, local onde conhece Augustus, com câncer nos ossos. Eles se apaixonam no desenvolvimento da história até que Augustus morre devido a doença.

É inegável que o surgimento do gênero romance-tragédia expandiu os horizontes das pessoas para a literatura, deixando os livros românticos em voga e tornando o hábito de leitura uma tendência importante para conquistar novo público.

Depois desse crescente número de leitores, seria válido motivá-los a refletir sobre os padrões das histórias e a criação do exercício da leitura crítica como forma de interagir tanto com os autores como com fãs da literatura contemporânea.