PELE BONITA

cuidados-pele  - cuidados pele1 - PELE BONITA

Em cada idade da vida, a pele pede um tipo de atenção especial. Por isso, selecionei algumas dicas para mulheres que não abrem mão de mostrar que se cuidar bem é uma forma de elegância.

Saiba como cuidar da pele e das rugas em cada idade da vida:

Dos 20 aos 30 anos
Nesta fase, as queixas de oleosidade e acne são bastante frequentes.

Higienizar a face de 2 a 3 vezes ao dia é importante, especialmente se o uso de maquiagem for constante.

Logo após, aplicar produto para controle de oleosidade ou acne e o filtro solar durante o dia. Quanto mais nos aproximamos dos 30 anos, a acne se torna menos frequente.

vogue-paris-november-2012-reine-de-beaute-loulou-robert  - vogue paris november 2012 reine de beaute loulou robert - PELE BONITA

Os danos à pele provocados pelo excesso de sol na infância e adolescência já podem começar a surgir, sob forma de manchas e algumas rugas de expressão. Nesse momento, podem ser indicados tratamentos à base de ácido retinoico e despigmentantes. Podem ser associadas sessões de laser para renovar a pele danificada.

Dos 30 aos 40 anos
É ideal para iniciar aplicações regulares de toxina botulínica para reduzir as rugas de expressão, que se não tratadas na fase inicial poderão virar rugas mais profundas com o decorrer do tempo.

vogue-paris-november-2012-reine-de-beaute-daria-werbowy  - vogue paris november 2012 reine de beaute daria werbowy - PELE BONITA

Preenchimentos à base de ácido hialurônico podem ser muito úteis para corrigir pequenas imperfeições como linhas e sulcos.

Tratamentos com laser, luz intensa pulsada e radiofrequência auxiliam na melhora da pigmentação, da textura, dos poros, das linhas finas e no combate à flacidez.

A partir dos 40 anos
Os clareadores ou despigmentantes podem ser úteis para homogeneizar o tom da pele. Porém, o tratamento das manchas encontra grande auxílio com a associação do laser: além de tratar as manchas, estimula a renovação da pele e a reestruturação mais profunda na derme. O resultado final é a remoção das manchas e uma pele mais tonificada, saudável e jovial.

A partir dos 50
Com o avançar da idade, a epiderme — que é a camada mais superficial da pele — vai progressivamente ficando mais fina e a derme começa a ter compactação das fibras de sustentação. Ocorre menor produção de sebo pelas glândulas sebáceas. A aparência é de secura, muitas vezes descamação, flacidez, falta de vitalidade. Nessa situação, os cremes muitas vezes são coadjuvantes: há necessidade de maiores intervenções.

Para hidratar mais profundamente a pele, é utilizada a técnica de Skinboosters: ácido hialurônico injetado em microgotas para hidratar a matriz dérmica da pele e estimular a produção de colágeno. Os preenchimentos e a toxina botulínica continuam ajudando bastante para sulcos e rugas de expressão.

A partir dos 60 anos
A pele bonita e a maturidade podem andar juntas. É importante que os cuidados sejam constantes e que seja feita uma avaliação dermatológica criteriosa. Os tratamentos devem ser individualizados de acordo com o grau de dano à pele. A pesquisa de lesões de câncer de pele ou ainda pré-malignas, deve estar sempre presente e estas devem ser tratadas com prioridade.

vogue-paris-november-2012-lauren-hutton-3  - vogue paris november 2012 lauren hutton 3 - PELE BONITA

Hidratantes com vitaminas C e E, ácido retinoico e filtro solar são indispensáveis nessa fase. Para produtos de limpeza, a preferência é pelos leites de limpeza e os “syndet”, ou seja, sem sabão, para não haver piora do ressecamento. Evitar abrasivos e produtos esfoliantes é palavra de ordem.

Comente!

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published