GUCCI

 

Em uma Milano chuvosa a Gucci deu partida à semana de moda italiana com uma coleção suave e prática, daquelas que dá vontade de vestir e sair.

Frida Giannini, como de praxe, surpreendeu ao trazer uma coleção muito apropriada para os dias atuais — quando precisamos de roupas que se adéquem a todos os ambientes, em todas as horas do dia. O outono/inverno 2014 da Gucci trabalha as linhas puras e a modelagem fit perfeccionista.

O couro foi explorado em toda a coleção e esteve presente em vestidos, saias, calças e até mesmo camisas. A calça jeans, símbolo da praticidade urbana, estava lá em corte cigarette/ comfort, ou seja, ajustada nas pernas e solta no quadril.

As botas em cano alto abaixo dos joelhos e em cano baixo como botinas foram as estrelas dos acessórios, adornadas pelo icônico bridão (horsebit) Gucci. Os saltos e bicos são quadrados.

O conforto parece ter influenciado muito a coleção que remete ao final dos anos 60 e 90 com ombros bem estruturados, cintura realçada, saias evasês e pureza linear. O comprimento dos casacos, saias e vestidos é sempre acima dos joelhos. Nas calças, a bainha revela o tornozelo — comprimento muito apreciado pelos italianos por acreditarem que alonga a silhueta e promove certo ar de elegância.

Bolsas em tamanho médio são usadas à tiracolo, como gosta a diretora de criação da marca.

A cartela de cores traz uma cascata suave em tons de cinza e bege, branco gelo, baunilha e azul-claro. Vinho e verde acentuam a paleta, ainda que no couro com acabamento glaçado seja pouco intenso. As peles também exibem tons suaves e o animal print eleito foi o leopardo.

A noite chega com pouca diferenciação em modelagem, mas explorando o brilho em palas inseridas no corpo ou na saia dos vestidos.

O talento único de Frida Giannini expresso na coleção Gucci transmite a força da mulher elegante, urbana e que tem as rédeas de seu tempo nas mãos.

Comente!

Related Stories

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published