Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Edson Campagnolo fala sobre os desafios do ID Fashion

Edson Campagnolo Edson Campagnolo, presidente do Sistema Fiep  Edson Campagnolo fala sobre os desafios do ID Fashion Edson Campagnolo

Edson Campagnolo, presidente do Sistema Fiep

“I” de indústria, “i” de impulso. Esse é o mote da Fiep – Federação das Indústrias do Estado do Paraná – para promover a moda autoral paranaense por meio do evento ID Fashion.

O tema “Experimente!” estimula o pensar e o fazer moda. Sediado no Museu Oscar Niemeyer em Curitiba, o ID Fashion teve entrada aberta ao público. Estar no radar da geração Y é um dos objetivos para promover a indústria da moda no estado que ocupa o segundo lugar no ranking nacional na fabricação de produtos de moda, perdendo somente para São Paulo.

Conversamos com Edson Campagnolo, presidente do sistema Fiep, sobre os desafios do ID Fashion.

Como a moda se apresenta no Paraná?
Vou falar enquanto apoiador do evento, pois como sou do segmento me sinto mais à vontade do que como presidente. A moda, desde a gestão anterior, é um segmento que priorizamos, pois é uma das cadeias mais fortes na geração de empregos do estado do Paraná. Ela está permeada em todas as regiões.

Qual o seu segmento?
Na minha indústria eu fabrico fitness, running e futebol, fornecendo para Asics, Mizuno, Oakley, Olympikus. Da minha indústria sai o uniforme da seleção brasileira de vôlei. Este ano fornecemos o uniforme a dois clubes de futebol, o América mineiro e o figueirense. Ano passado forneci ao Cruzeiro e no ano anterior ao Atlético mineiro. Esse é meu nicho de mercado, tenho duas fábricas e 350 funcionários.

Como é trabalhar com moda hoje em dia?
O investimento é alto. A moda está bem distribuída no estado do Paraná, presente em todas as regiões. No passado, quem queria começar um negócio abria uma fábrica de roupas. Hoje esse espaço não tem mais, não existe mais espaço para aventuras. Nós incentivamos a profissionalização. O sistema FIEP apoia esse segmento. O Sebrae monitora a vida das empresas. Antes, oitenta por cento das indústrias do vestuário morriam no primeiro ano.

Como surgiu o ID Fashion?
Esse evento não é auto-sustentável, ele tem que ter um investimento do sistema Fiep. Não somos mais fabricantes de roupa, nós fazemos moda.

Este ano fomos para dentro de casa e desenvolvemos tudo com o Senai. Para nós é um desafio e estamos felizes por conseguirmos agradar o público, que é uma maneira democrática de fazer com que as pessoas entrem e conheçam o que fazemos aqui no evento do ID Fashion. Somos um produto com identidade paranaense.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

Comente!

Co-fundadora e idealizadora do Blogazine -Saber, conhecer, buscar... conhecimento é sempre algo de bom. Moda na história é o meu interesse ontem, hoje e amanhã. Pesquisar é o chocolate do curioso. Pesquisar comendo chocolate ou tomando sorvete é melhor ainda!

Post a comment