Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense

Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense

- foto 2492015 13257 Louis Vuitton e suas belezas - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense
Maria Thereza Laudares visita a Fundação Louis Vuitton, em Paris, e entrega os detalhes

Paris e suas mil possibilidades turísticas encanta e ao mesmo tempo enche de dúvidas na hora de eleger o programa certo. Qual será o lugar que permanecerá em nossas mentes como uma bela recordação de viagem? Recentemente de passagem pela Cidade Luz fiz uma dessas visitas que classifico como memorável: a Fondation Louis Vuitton.

 

Para chegar escolhi o charmoso minibus elétrico da Fundação que por um euro parte da Avenue de Friedland (ao lado da Avenue des Champs–Élysées) e nos deixa na porta do museu. Localizada no Jardin d’Acclimation no emblemático parque Bois de Boulogne,que já serviu de cenário para muitos quadros e romances, a Fondation é o museu de arte contemporânea e moderna da icônica casa de luxo francesa Louis Vuitton. Dito desta forma parece um museu como outro qualquer, porém tudo que envolve esse local traz consigo um significado especial.
- onibus - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense
Projetado pelo premiadíssimo arquiteto Frank Gehry a Fondation de longe já chama a atenção com suas linhas que remetem à velas de barcos. Como se hipnotizados pela beleza dessa obra vamos nos aproximando do prédio. Logo ao desembarcar uma avalanche de selfies toma conta da entrada. Todos se encantam com a obra de Gehry. Claro que faço parte dessa turma de diversidade cultural.
- ENTRADA - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense

Para se proteger do sol intenso pode-se lançar mão de sombrinhas que são oferecidas para enfrentar a fila da bilheteria. Por toda a parte os funcionários se dirigem aos visitantes de forma atenciosa, uma delicadeza do tratamento de luxo. Na entrada, a escultura gigante de Isa Genzken – Rose II, a rosa feita em metal com folhas em prata, contrasta a delicadeza da flor com a grandiosidade do lugar. O espaço é sem dúvida um dos componentes chave dessa construção que privilegia a luz natural.

 

- IMG 3482 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense

 

O restaurante Le Frank com luminárias em forma de peixe, design assinado pelo próprio Frank Gehry, serve saladas, pastas, peixe e carne. Tudo com um toque gourmet exclusivo.

 

- IMG 3484 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisienseNas paredes do Le Frank os baús que simbolizam a casa Louis Vuitton Malletier

 

- restaurante 20  20Copy 201 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense

As luminárias desenvolvidas por Gehr

 

- IMG 3485 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense“Minha escolha: Caesar Salad com leitura gourmet!”
O entusiasmo do primeiro encontro faz com que muitos visitantes percorram todo o prédio até o topo antes de observar suas obras, afinal a obra número um é esse projeto de Gehry. Muitas polêmicas atrasaram o andamento da sua construção que levou quase uma década antes de ser declarado um prédio de interesse público.
- IMG 3521 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense
Os diversos terraços que levam ao último nível descortinam vistas incríveis da cidade em ângulos diversos, cada um mais surpreendente do que o outro.  As doze velas feitas com 3600 painéis de vidro produzem um espetáculo visual a parte.

 

- IMG 3540 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense
- IMG 3522 20  20Copy 201 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense

 

Aberto ao público no final de outubro de 2014, a Fondation Louis Vuitton já recebeu mais de 750 mil visitantes, o que confirma a força que a arte representa hoje como expressão de nossa sociedade. A visitação e porque não dizer a descoberta das obras se dá em circuitos por salas amplas e também em ambientes menores que convidam a reflexão e contemplação. Atualmente a exposição do acervo do museu somada a algumas obras da coleção pessoal do presidente do grupo LVMH, Bernard Arnault, evoca o movimento.

 

- POPA 20  20Copy 201 - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense

 

A linha Pop com obras de Andy Warhol está aqui representada e também reinterpretada por artistas de novas gerações em telas de grandes proporções.  Hospedada em uma sala relativamente pequena, a instalação de Marina Abramovic nos convida a repensar o tempo com instrumentos de compasso instalados nas paredes e espreguiçadeiras de praia daquelas de lona e madeira na frente. É divertido assistir aos outros assistindo, um contemplar que promove o movimentar pela sala, uma experiência que nos faz sentir parte da obra.

Em outras salas a experiência digital e sensorial se faz presente, como a de Douglas Gordon, com telas distribuídas em meio ao ambiente escuro onde além dos impactos visual e auditivo nos sentimos vulneráveis em nossos limites táteis.  Crossfire, obra em vídeo do americano Christian Marclay compõem um bang-bang entre quatro telas que anima e agita os jovens. Ao ultrapassar a fronteira entre o real e a fantasia da aventura cinematográfica os visitantes posicionados no meio da sala embarcam em uma experiência quase hipnótica em meio a um tiroteio extraído de imagens de filmes hollywoodianos.

 

- POP - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense
- foto 20ultima - Fundação Louis Vuitton atrai turismo parisiense
E se a musicalidade pode nascer do inesperado é em uma passagem entre duas salas que somos surpreendidos pelos ritmos das imagens em vídeo da obra Viva la España de Pilar Albarracín.

Visuais, sonoras e marcantes as obras aqui despertam em cada visitante reações como sorrisos e olhares abertos que certificam a admiração a esse ambiente luminoso que preenche o espaço com a complexidade de nosso tempo. Mais do que uma visita ao museu ir à Fondation Louis Vuitton é um encontro emocional.

*Artigo publicado originalmente no GPS | Brasília

Comente!

Leave a Comment

Leave A Comment Your email address will not be published