Grandes CEOs têm estas duas coisas em comum