Longevidade

NOVO TOQUE

By 26 de fevereiro de 2013 No Comments

d-hands  - d hands - NOVO TOQUE

Logo você ouvirá falar de hand lift. O termo americano refere-se ao rejuvenescimento das mãos e a boa notícia é que é feito sem cortes

Algumas partes do corpo são verdadeiras delatoras da idade e há casos nos quais até acrescentam anos indesejados. Tal qual a face e o pescoço, as mãos registram os sinais do tempo e podem sofrer de envelhecimento precoce.

Com o passar do tempo, as mãos perdem volume, gordura e elasticidade, enquanto estruturas ósseas, tendões e veias tornam-se mais aparentes. Nos Estados Unidos, o termo “hand lift” começa a se popularizar. Contudo, cabe destacar que o tratamento para rejuvenescimento das mãos não envolve cirurgia, mas um conjunto de procedimentos dermatológicos.

Os protocolos costumam incluir uma combinação de lasers. Isso porque há equipamentos que atuam na melhoria da qualidade da pele, enquanto outros são indicados para remoção de manchas senis. São necessárias de três a cinco sessões, com intervalos de 21 a 30 dias. Já para devolver parte do volume que se foi com o tempo e reduzir o aspecto de tendões e veias muito aparentes, utilizamos preenchedores.

No âmbito da prevenção e dos cuidados diários entra em cena — mais uma vez — o filtro solar. É necessário passar o produto no dorso das mãos diariamente, a exemplo do ritual estabelecido com a face e o pescoço. O fator de proteção mínimo deve ser 30, especialmente para quem dirige. Há luvas com tecidos especiais que conferem proteção solar e deixam os dedos livres. São ótimas para serem usadas durante o tratamento e, depois, para a manutenção dos resultados.

Hidratantes ajudam a manter a qualidade da pele. Produtos com uréia e silicones na formulação são bem eficientes. Durante o tratamento, podem ser utilizados cremes que seguem a linha daqueles utilizados no rejuvenescimento facial, como os ácidos retinoico e glicólico, a vitamina C, e despigmentantes.

Comente!

Dra. Cristiane Dal Magro

Dra. Cristiane Dal Magro

Graduada em Medicina pela Universidade de Passo Fundo (1995), realizou Residência em Dermatologia pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre (1998). É membro das Sociedades Brasileiras de Dermatologia e de Cirurgia Dermatológica, da American Society of Laser Medicine and Surgery e international fellow da Amercian Academy of Dermatology

Leave a Reply