Raf Simons não renova contrato com a Christian Dior por decisão própria. Agora, quem será seu sucessor?

raf-simons-deixa-a-Dior  - raf simons deixa a Dior - Raf Simons deixa a Dior

Raf Simons deixa a Dior. O diretor criativo da casa francesa não renovará o contrato com a marca, por decisão sua.

O designer comandou a Dior por mais de três anos e a decisão tem motivos pessoais: “Depois de uma cuidadosa e longa reflexão decidi deixar o meu cargo de diretor criativo na Christian Dior”, disse. “É uma decisão madura que vem da vontade de focar em outros interesses, incluindo a minha própria marca, tanto quanto no desejo de perseguir as paixões que me movem fora do meu trabalho. A Christian Dior é uma empresa extraordinária e tem sido um privilégio imenso ter a oportunidade de escrever algumas páginas deste livro magnífico”. Raf agradeceu ainda a Bernard Arnault pela confiança depositada e a Sidney Toledano, por ter sido um mentor.

Confirmado na tarde de ontem em comunicado emitido por Sidney Toledano, CEO da Dior, o texto indicava que “Mr. Simons não renovará contrato com a Christian Dior” e agradecia ainda, de forma calorosa, “a sua contribuição excepcional a casa”.

A coleção primavera-verão 2016 para a Dior, recém apresentada na Paris Fashion Week, será a sua última para a marca. Raf Simons tem sido aclamado pelo seu trabalho na casa francesa, desde a sua entrada em abril de 2012. Especulam-se, para seus sucessores, nomes como Riccardo Tisci (agora na Givenchy) e Jonathan Anderson (que está no comando da Loewe), mas também Alessandro Michele (Gucci), a dupla da Proenza Schouler (Lazaro Hernandez e Jack McColough), Alber Elbaz (da Lanvin), e Olivier Theyskens (ex-diretor criativo da Nina Ricci).

Comente!