ModaTendências

BLOGAZINE relaciona tendências que estão definindo o futuro da moda

By 11 de outubro de 2014 No Comments

memorable-fashion-moments-mcqueen-shalom-robot-xl  - memorable fashion moments mcqueen shalom robot xl - BLOGAZINE relaciona tendências que estão definindo o futuro da moda

É inegável que a relação das pessoas com a moda mudou bastante. Os consumidores passaram por transformações – principalmente a partir da segunda metade do século XX – que os deixaram mais sensíveis às suas escolhas frente a tantas marcas e opções.

Observa-se que a indumentária está mais íntima e particular. O tricô, por exemplo, tido como uma moda antiquada e destinada para mulheres mais velhas, tem crescido como hobby nos últimos meses no Reino Unido. A UK Hand Knitting Association estima que o continente abrigue 7,2 milhões de tricotadeiras e registra aumento de 12% ao ano. Impressionante, certo?

Talvez esses movimentos sejam um reflexo do Normcoreque falamos aqui bem no início –; talvez seja um sintoma da crise econômica que obrigou muitas pessoas a adequar seu comportamento de consumo; ou simplesmente a motivação por vestir peças personalizadas feitas com as próprias mãos.

Prova disso, da vontade por tricô, é a proliferação de imagens do Instagram com as hashtags #shareyoutknits e #woolschool mostrando peças produzidas por meio de manufatura.

Atualmente, a customização de produtos é uma das maiores preocupações das marcas de prêt-à-porter, como a Levi’s, que relançou a campanha Live in Levi’s para incentivar a relação dos consumidores com suas peças, disponibilizado kits para personalizá-las. Eu mesmo me encantei pelo tradicional modelo Levi’s 501 vendido customizado com rasgados e descolorações localizadas, que, segundo a vendedora, era único em todo o mundo. Tornou-se o meu jeans favorito e repetido.

A Burberry também entrou na onda e lançou os ponchos com monograma costurado que rapidamente tornaram-se um must have da temporada.

No campo da indumentária inteligente, o Apple Watch foi descrito pelo CEO Tim Cook como “o produto mais pessoal que já fizemos” e a camiseta da Ralph Lauren que monitoriza a frequência cardíaca, os padrões de respiração e os níveis de stress – que também falamos aqui na BLOGAZINE.

A Opening Ceremony, marca queridinha da moda de urbana, e a Intel criaram uma pulseira que mostra mensagens de texto, alertas de reuniões e notificações gerais. E os exemplos de parcerias entre marcas de moda e empresas de tecnologia só aumentam.

Samanta Pattinson escreveu um artigo no theguardian.com sobre “a crescente demanda por tecnologia ‘wearable’ que reúne dados pessoais, o que pode ser um indicativo do nosso desejo de uma relação mais íntima e produtiva com o vestuário”. Na conclusão de Pattinson: “precisamos que as nossas roupas expressem mais sobre nós, significa mais para nós e faz mais por nós”.

A moda é cíclica e o regresso ao artesanal ‘do-it-yourself’ é um sintoma dessa condição, inclusive no que se refere à tecnologia no vestuário e gadgets. O futuro da moda se mostra promissor e diversificado – graças à alta demanda por personalização. (Ainda bem.)

Comente!

Bruno Santos

Bruno Santos

co-fundador da BLOGAZINE, gosta mais de mostarda do que de ketchup. Acredita que internet deveria ser igual ao sol: disponível para todos se beneficiarem

Leave a Reply